Convite da Eurodeputada para deslocação à Madeira e criação da Capital Europeia do Turismo foram temas da reunião.

 

Na visita oficial às Instituições Europeias o Secretário-Geral da Organização Mundial de Turismo, Taleb Rifai, encontra-se com a Deputada Cláudia Monteiro de Aguiar e participam em vários eventos nos quais se destaca a sessão Plenária do Comité das Regiões e outros no Parlamento Europeu.

A criação da capital Europeia do Turismo, proposta apoiada pela Deputada Cláudia Monteiro de Aguiar e aprovada pelo Parlamento Europeu foi um dos temas da reunião. 

Cláudia Monteiro de Aguiar também se congratula pela resposta positiva por parte do Secretário-Geral da Organização Mundial do Turismo, Taleb Rifai, à sua proposta de visita a Portugal, com duas paragens Lisboa e Madeira destacando que “numa altura em que o Turismo é um sector que dinamiza com grande peso a economia em Portugal as relações com a OMT devem ser reforçadas.”

Uma das iniciativas que a Deputada propôs é a realização, na visita à Madeira, da assinatura do “Código de Ética Global para o Turismo” pelas empresas e pelas entidades públicas que directa ou indirectamente estão ligadas ao sector. Segundo a Eurodeputada “este código de ética reúne um conjunto de princípios para o desenvolvimento sustentável do destino turístico e a Madeira, enquanto Membro associado da OMT, não deve ficar de parte destas iniciativas levadas a cabo pela OMT e assinadas pela maioria dos Estados parte.”

Outro tema abordado foi a declaração pela ONU de 2017, Ano Internacional do Turismo Sustentável. A Sustentabilidade enquanto parte do Turismo é um tema que preocupa a Deputada que desafia “ a Hotelaria, as empresas do sector e as entidades públicas em Portugal a aproveitar a visita do Secretário-Geral a Portugal para aderir às duas iniciativas da OMT sobre eficiência energética e uso de renováveis, Nearly Zero Energy Hotels e Hotel Energy Solutions. Estas iniciativas apoiam as entidades a alcançar as metas, por exemplo, da Directiva Eficiência Energética, e a cumprir o esforço comum de reduzir as emissões de CO2.“

 

A Deputada acredita que o posicionamento e a diferenciação do Destino Portugal passa pela aposta horizontal na sustentabilidade ambiental e social do sector do Turismo, para, por um lado, melhorar a oferta e a percepção do visitante e,  por outro, a qualidade de vida dos residentes.