A Eurodeputada do PSD foi eleita membro da Delegação Parlamentar do Brasil e do Mercosul, assumindo o compromisso de trabalhar nos importantes acordos comerciais que estão a ser negociados entre ambos os blocos geopolíticos mundiais e acompanhar a situação verificada na Venezuela que preocupa tantos familiares madeirenses e portosantenses. Será ainda membro da Delegação à Assembleia Parlamentar Euro-Latina-Americana (EUROLAT) e da Delegação Parlamentar da Turquia.

Segundo Cláudia Monteiro de Aguiar “pretendo trabalhar com os colegas parlamentares brasileiros em estratégias de disseminação da língua portuguesa, fortalecer a cooperação ao nível da CPLP e analisar futuros acordos bilaterais entre a União Europeia e o Brasil”.

A parceria estratégica UE-Brasil foi estabelecida em 2007, como forma de reconhecer a importância política e económica das duas partes, tendo sido identificados cinco domínios prioritários de cooperação: paz e segurança, desenvolvimento sustentável, cooperação regional, ciência e inovação e intercâmbios culturais.

No momento em que se inicia a oitava legislatura do Parlamento Europeu (2014-2019), a UE continua a ser o maior parceiro comercial do Brasil com 20% das exportações a serem destinadas à UE e mais de 21% das suas importações serem provenientes do território europeu. Para a União Europeia, o Brasil é o oitavo maior parceiro comercial, logo a seguir ao Japão e antes da Índia.

Além da Delegação Parlamentar do Brasil, Cláudia Monteiro de Aguiar irá ainda integrar a Delegação do Mercosul que reúne a Argentina, o Brasil, o Paraguai, o Uruguai e, mais recentemente, a Venezuela, cuja adesão foi oficializada em julho de 2012. A Bolívia está em vias de se tornar membro de pleno direito, enquanto o Chile, a Colômbia, o Equador e o Peru têm o estatuto de associados.

A Eurodeputada do PSD defende que “O Mercosul é um vasto mercado com grande potencial de crescimento e é fundamental acompanhar o acordo de associação que está actualmente a ser negociado com a União Europeia e que muito poderá beneficiar o desenvolvimento económico e financeiro da Região Autónoma da Madeira”.

O PIB total da região do MERCOSUL ascende a 1.800 mil milhões de Euros, superando a Coreia do Sul, a Índia e a Rússia. Nos últimos sete anos, o crescimento anual médio do PIB no bloco ultrapassou os 5%. Em termos de exportações da UE, o Mercosul está a par da Índia e à frente do Canadá e da Coreia. Em 2012 a UE investiu no Mercosul mais de 285 mil milhões de EUR, ou seja, mais do que na China, Índia e Rússia em conjunto.